À Deriva #31 – Ser seu amigo

No Barquinho abril 4, 2016 9

SER SEU AMIGO

“Se eu morrer antes de você, faça-me um favor. Chore o quanto quiser, mas não brigue com Deus por Ele haver me levado. Se não quiser chorar, não chore. Se não conseguir chorar, não se preocupe. Se tiver vontade de rir, ria. Se alguns amigos contarem algum fato a meu respeito, ouça e acrescente sua versão. Se me elogiarem demais, corrija o exagero. Se me criticarem demais, defenda-me. Se me quiserem fazer um santo, só porque morri, mostre que eu tinha um pouco de santo, mas estava longe de ser o santo que me pintam. Se me quiserem fazer um demônio, mostre que eu talvez tivesse um pouco de demônio, mas que a vida inteira eu tentei ser bom e amigo. Se falarem mais de mim do que de Jesus Cristo, chame a atenção deles. Se sentir saudade e quiser falar comigo, fale com Jesus e eu ouvirei. Espero estar com Ele o suficiente para continuar sendo útil a você, lá onde estiver. E se tiver vontade de escrever alguma coisa sobre mim, diga apenas uma frase : ‘ Foi meu amigo, acreditou em mim e me quis mais perto de Deus !’

Aí, então derrame uma lágrima. Eu não estarei presente para enxuga-la, mas não faz mal. Outros amigos farão isso no meu lugar. E, vendo-me bem substituído, irei cuidar de minha nova tarefa no céu. Mas, de vez em quando, dê uma espiadinha na direção de Deus. Você não me verá, mas eu ficaria muito feliz vendo você olhar para Ele. E, quando chegar a sua vez de ir para o Pai, aí, sem nenhum véu a separar a gente, vamos viver, em Deus, a amizade que aqui nos preparou para Ele. Você acredita nessas coisas ? Sim??? Então ore para que nós dois vivamos como quem sabe que vai morrer um dia, e que morramos como quem soube viver direito. Amizade só faz sentido se traz o céu para mais perto da gente, e se inaugura aqui mesmo o seu começo. Eu não vou estranhar o céu . . . Sabe porque ? Porque… Ser seu amigo já é um pedaço dele!”

______________________________________________

Texto “Ser seu amigo: Padre Zezinho
Voz de: Chico Gabriel
Edição e masterização: Chico Gabriel
Arte da vitrine: Chico Gabriel

Tem um texto para o À Deriva? Envie para aderiva@nobarquinho.com

Duração: 00h05min22s
ZIP: para baixar o podcast zipado, clique aqui.

QUER TER SEU TEXTO “ADERIVADO”?
Envie sua epístola para: aderiva@nobarquinho.com

QUER ADICIONAR O FEED NO SEU AGREGADOR RSS?
Adicione nosso feed: aderiva.nobarquinho.com

ASSINE O NO BARQUINHO NO ITUNES
https://itunes.apple.com/br/podcast/podcast-a-deriva/

  • Lourival Gonçalves

    Não conhecia esse poema do Vinicius.Muito bom cara.Parabéns.

    • Na verdade não é do Vinicius… é do Padre Zezinho

      • Lourival Gonçalves

        E de onde tirei Vinicius de Moraes?kkkk.Juro que vi Vinicius.

  • Quando aprendi a ler, pegava tudo que encontrava e ia lendo. Lembro que lia (e tbm ouvia) praticamente todo dia as músicas na capa do vinil (é, sou velha) do padre Zezinho, a quem tenho muito carinho. Quando vi que era dele, resolvi ouvir o episódio. Raramente ouço o À deriva. Muito bom 🙂

    • Eu fui criado por uma família católica (entenda isso como minhas tias sendo as beatas da igreja) e desde cedo as canções do Padre Zezinho foram se incorporando à minha infância. Esse texto em particular eu conheci pela internet e é atribuído a muita gente, tanto que eu mesmo achei que fosse do Vinícios de Morais, mas depois o Cacau Marques me falou que a autoria poderia ser dele e daí eu compreendi melhor o conteúdo do texto, pois além do mais não tinha cara de Vinícios.

  • Mais uma ótima reflexão! Muito bom pessoal!
    =D

    Abraço
    EddieTheDrummer (PADD)