#NB103 – Jeitinho Brasileiro

No Barquinho fevereiro 26, 2016 20

Fala, discípulo!

Você acha que o Brasil tem jeito? Acha que o pior do Brasil é o Brasileiro? Já deu um jeitinho pra tirar vantagem de alguma coisa? Fica bravo quando ouve gringo falando mal do país, mas tá sempre reclamando de tudo?

Pedro AngellaThiago Ibrahim e Matheus Soares, diretamente do Mar da Galileia, se reunem No Barquinho, com Cacau Marques e Sara Martins para discutir o tão falado textão do gringo sabichão sobre o nosso tão amado e ao mesmo tempo odiado país!

Pra entender melhor o podcast, leia o texto do Mark Mason – Uma Carta Aberta ao Brasil

Duração: 01h27min54s
Sem epístolas de novo :/

Edição: Pedro Angella
Arte da vitrine: Daniel Sas (portfolio)
ZIP: para baixar o podcast zipado, clique aqui.

QUER ADICIONAR O FEED NO SEU AGREGADOR RSS?
Adicione nosso feed: feed.nobarquinho.com

ASSINE O NO BARQUINHO NO ITUNES
http://itunes.apple.com/br/podcast/no-barquinho/

SUGESTÕES, CRÍTICAS, DÚVIDAS E MENSAGENS NA GARRAFA
Envie sua epístola para: podcast@nobarquinho.com

Você vai gostar também desses aqui:

  • Silvana Oliveira E Silva

    Baixandooooooo.
    sem furar a fila

    • Welber Martins

      Primeira?

      • Silvana Oliveira E Silva

        E na honestidade, fio

    • pablodpaiva

      Quando gravarem a parte 2 chamem a doutora porque ela arrazou nos comentários.

    • pablodpaiva

      O americano é o povo mais vaidoso do mundo na minha opinião ,querem ser melhores em tudo até as festas deles tem que sêr melhor do que a dos outros.Existe vaidade maior do que esta debaixo do sol? hahaha

  • Henrique Pretti

    Dando um jeitinho de comentar

  • Rogerio Macedo

    Nem ouvi, mas já curto. Sinceramente, estava faltando algum veículo cristão falar sobre o assunto.

  • Glória Hefzibá

    O Matheus tem uma visão bem romanceada de americano, rs

    Eles gostam de ostentar, sim. Eles têm marcas de nome e inclusive têm produtos “genéricos”, só para fingir que estão vestidos com o que está na moda. Eles deixam de comprar CARRO para poder ter o último iPhone.

    Deixa só você ter a chance de passar mais tempo por lá, haha

    • Rodrigo Rodrigues Malheiros

      Inclusive tem filme que traz essas questões. Agora, tem que se ver o lugar dos EUA. Em alguns lugares, a ostentação é bem mais intensa que no Brasil, como em Los Angeles.

    • Acho que tem essa questão da região que o Rodrigo citou, grandes centros como New York, ou lugares que tem mais estrangeiros tipo Orlando. Como disse no podcast, já fui pra lá 3x (pouco) e todo o time que trabalho é de americanos, além de receber visitas de americanos na empresa quase todo mês. E, das pessoas que conheci e converso diariamente é bem do jeito que falei no podcast.
      Olha, só se o cara for muito pobre pra deixar de comprar carro pra comprar iphone, porque lá o último lançamento custa 200 dólares no plano de 2 anos, o que é menos de 20% de um “salário mínimo”.

      • Silvana Oliveira E Silva

        Pois é. O americano compra o carro SUV usado, o Iphone e paga a hipoteca da casa no mesmo mês. Essa é a diferença rs

  • Rodrigo Rodrigues Malheiros

    O jeitinho brasileiro abrange também o improviso. A gambiarra, pensar rápido e resolver do jeito que dá.Esse jeitinho eu valorizo, é a capacidade criativa, no entanto, o jeitinho também remete ao que não é lícito.

  • pablodpaiva

    parabens senhores e senhoras pelo pod,eu curti muito e na minha opinião infelizmente o cidadão da carta tem razão sim em muitas coisas. porém o brasileiro têm uma vantagem sobre todos esses gringos :Nós tomamos banho todos os dias e 2 ou 3 x por dia .Portanto somos limpinhos e cheirosinhos. Gostaria de parabenizar também a trilha sonora ,principalmente por terem colocado o bezerra ,que foi alguém que retratou muito bem esse jeitinho brasileiro, afinal de contas foi um ‘perdido” a vida toda e no fim da vida resolveu virar crente e até gravou cd gospel. Afinal de contas malandro é malandro e mané é mané. hahaha

  • Kéllen Valeska

    Muito bom galera! Foi legal poder ouvir a opinião de vocês sobre este assunto, já havia lido a carta, mas ouvindo o podcast pude abrir minha mente para as inúmeras perceptivas que vocês propuseram,e mesmo cada um tendo opiniões diferentes conseguiram como sempre dialogar com respeito. Foi bem aquela sensação de estar em uma rodinha de amigos discutindo sobre um assunto rs
    E vocês deem logo um jeitinho de voltar com a leitura de email e o beijo do Matheus haha Já está fazendo falta! 🙂

  • André Lopes

    Ótimo episódio, meus caros… Reflexão boa, deprimente às vezes, mas necessária se queremos ser pessoas, comunidade é um país melhor…

  • Pois é! Demorei para vir comentar, mas não esqueci não! kkkk
    Ótimo episódio como sempre! Achei um pouquinho cansativo ouvir falar tanto da tal da carta sem ter lido ela… mas o tema rendeu!
    Achei interessante pq na mesma semana que saiu o podcast teve um evento interessante que mostrou pra mim que questão de honestidade não tem a ver com classe social, estudo, etc, mas com formação familiar. Não vou dar detalhes de onde aconteceu isso nem quem era a pessoa, mas ouvi de uma pessoa com doutorado, boa situação financeira aquela frase clássica: “Ah, finge que não viu”. Eu respondi: “não é assim que funciona. Eu já vi. Não pode fazer isso.”. A pessoa não acreditando que eu seria honesto: “a deixa disso, vamos tomar um cafezinho e a gente resolve isso!”, tentando me dobrar… eu olhei sério para a pessoa e falei: “Não é assim que funciona, e você vai ter que seguir as regras.”. É impressionante como a pessoa fechou a cara, ao perceber que não ia conseguir dar um jeitinho na situação.
    E quanto mais poder tem a pessoa, mais no direito ela se acha de dar o jeitinho… impressionante!
    Por um país melhor, e sem corrupções e corruptelas!
    Abração!

  • Pedro Augusto

    Esse episódio só me deu mais vontade de morar na Europa… Kkkk

  • will

    Show galera ..parabens pelo cast..ouvindo no trabalho..

  • Felipe Almeida

    Oi pessoal! Ai vai um vídeo que mostra muito do que foi falado nesse episodio:

    Musical da vida corrompida – http://globoplay.globo.com/v/4749672/

    É do programa Tá No Ar da Globo, achei que seria interessante vocês verem.

    Ps: comentando pouco, mas ouvindo MUITO No Barquinho. (como sempre)

  • josidim coelho

    Ele morou em São Paulo o texto comenta isso, não é coisa de carioca não!