À Deriva #20 – Em um bar

No Barquinho julho 3, 2015 6

– Boa noite Vicente, estava sumido amigo.

– Nem me fale Jorge. Me serve uma cerveja e aproveita para somar o que estou te devendo.

– Conseguiu um trabalho?

– Sabe a rodovia que liga nossa cidade a Nova Jericó? Finalmente saiu a verba para a reforma, estamos trabalhando feito burros de carga.

– Agora que eu vi que as tuas roupas estão cobertas de poeira.

– Cara, trabalhamos o dia inteiro debaixo desse sol quente, e comendo poeira dos malucos que resolvem se arriscar naquela buraqueira. Mas, estamos trabalhando, é o que importa.

(transição, e de volta ao bar)

– Jorge, me serve algo forte hoje.

– Que cara é essa Vicente? Aconteceu algo?

– Você viu a reportagem sobre a inauguração da rodovia que arrumamos?

– Não mano o que houve?

– Estavam lá o governador e meia dúzia de deputados interesseiros. Todos recebendo aplausos e fazendo politicagem no evento. Cara, eu lembro que no início das obras, esses infelizes apareceram lá para tirar fotos de capacete e com “pazinha” nas mãos. Você acredita que eles nem mencionaram os operários em seus discursos? Só falaram de “esforço politico” e outras merdas lá.

– Que saco hein?

– Eu sei que recebi pelo trabalho, e até bem. Mas, sinto que eles simplesmente ignoraram nosso suor derramado naquela estrada. Que se dane, vamos beber!

(transição, de volta ao bar)

– Jorge, me dá uma cerveja. Você viu a reportagem sobre o caminhão apreendido com drogas na rodovia?

– A carreta com o fundo falso? Vi sim, que coisa hein?

– Você não sabe do pior. Eu estava conversando com um policial rodoviário lá no trabalho, o cara me disse que essa rodovia se tornou rota do tráfico. Tudo por causa do asfalto novo e por ser um trecho deserto e com menos fiscalização.

– Caraca!

– Isso sem falar daquele moleque retardado que quase se matou semana passada, capotando o carro em um racha. E tudo isso por que reformamos a rodovia.

– Que isso cara, você não pode ver por esse lado.

– Ah não? Sabe o que o policial me disse quando perguntei se iriam colocar um grupo responsável por fiscalizar esse trecho?

– Não

– A secretária de segurança pública mandou avisar que o governador não liberou a verba para equipamento e manutenção de um posto policial. Estamos abandonados e ignorados por esses infelizes. Era melhor quando essa rodovia estava in-transitável, tínhamos menos problemas.

(nisso chega um terceiro homem)

– Vicente, Jorge, como estão?

(Jorge) – Bem cara! E você Júlio? Por que tava sumido?

– Rapaz, meu menino teve um problema no intestino, não comia e vomitava muito. Há dois meses tivemos que levar ele correndo pro hospital. E o único médico especialista na área trabalha em Nova Jericó. Ainda bem que a rodovia está um tapete, ele chegou e foi direto pra sala de cirurgia. O médico me disse que, se tivéssemos demorado, ele não teria sobrevivido.

(Vicente) – E, como ele está?

– Muito bem, já está liberado para comer de tudo. Minha mulher fez um bolinho pra comemorar, e vim aqui buscar alguns refrigerantes.

(Jorge) – Que noticia boa Júlio.

– Agora eu tô tranquilo, mas vocês não podem imaginar o desespero e a sensação de desamparo ao ver meu menino com dor e sem ninguém para ajudar. Ainda bem que achamos socorro em Nova Jericó.

(Vicente) – Sabe de uma coisa Júlio, você me deu a melhor notícia desses últimos dias. Faço questão de pagar os Refri, e vou lá visitar o seu moleque com um presentinho.

– Obrigado amigo. Vá sim, estaremos esperando.

(Passos do Júlio saindo)

(Vicente) Você tinha razão Jorge. Nosso trabalho não foi em vão, eu só estava olhando na direção errada. Saúde!

__________________________________________________________
Texto Em um bar”Alexfábio Custódio
Edição e masterização: Chico Gabriel
Vozes: Alexfábio Custódio, Ariel Jaeger e Chico Gabriel
Arte da vitrine: Daniel Sas (portfolio)

Tem um texto para o À Deriva? Envie para aderiva@nobarquinho.com

Duração: 00h11min05s
ZIP: para baixar o podcast zipado, clique aqui

QUER ADICIONAR O FEED NO SEU AGREGADOR RSS?
Adicione nosso feed: aderiva.nobarquinho.com

ASSINE O NO BARQUINHO NO ITUNES
https://itunes.apple.com/br/podcast/podcast-a-deriva/

QUER TER SEU TEXTO “ADERIVADO”?
Envie sua epístola para: aderiva@nobarquinho.com

  • Leo

    Estou à deriva neste Barquinho!!!!

  • Muito boa a reflexão desse episódio. Principalmente nos tempos que vivemos.
    Nem sempre a nossa posição é a “correta” ou a melhor…

    Abraço
    EddieTheDrummer (PADD)

  • Rodrigo Camargo

    E aí! Confesso que já há algum tempo – anos aliás – que tenho muita dificuldade de enxergar o lado bom de algumas coisas – e pessoas – que fazem parte da minha vida. Talvez o orgulho e a amargura tenha muita participação por me encerrar nesta ótica, e é algo que tenho que reconsiderar. Que Deus abençoe todos vocês por trazerem estas reflexões.

    • Esse é o nosso propósito, fazer as pessoas refletirem. Não só você, Rodrigo, mas quantos de nós olhamos apenas para o que queremos enxergar e fechamos nossos olhos para o que deveríamos realmente ver.
      Espero que cada dia a gente possa considerar outros detalhes de tudo o que acontece em nossa vida, olhando de uma perspectiva de que “tudo coopera para o bem daquele que ama à Deus”

  • Afonso Rocha

    Acabei de ouvir todos os podcasts do à deriva e devo dizer: Muito bom! Ótima qualidade como tudo que é feito No Barquinho. Parabéns!!

    • Que maravilha, Afonso!!! Ficamos muito felizes com o seu retorno. É nosso prazer sempre produzir um material de qualidade, pois antes de tudo é para o Reino de Deus. Esperamos cada dia melhorar ainda mais.