#NB60 – Textos fora de contexto

No Barquinho abril 30, 2014 55

Fala discípulo!
PedroThiago e Matheus, diretamente do Mar da Galileia, se reúnem No Barquinho, junto com os tripulantes Thiago André Monteiro (TAM) e Alexfábio Custódio para entendermos corretamente alguns textos e passagens bíblicas!

Duração: 01h31min

Vitrine por Daniel Sas. Acesse o portfolio do nosso vitrinista!
Baixe AQUI a arte deste podcast!

Links comentados nas epístolas:
– Arroz de Festa:
– Matheus no BTCast #071 – John Bunnyan e Podcast 2 em 1 #39 – Meu Querido Trabalho
– Pérolas dos comentários:
– Flávio Mendes: paródia da música “Faz descer o Nardo”
– Tatinha Carneiro: paródia da música “Tem anjo aqui”
– DVD Franco: Stefani Absoluta se converteu e agora é “Filha do Rei”
– A Toca Podcast

Você também pode participar dessa discussão! É só entrar em contato com a gente!

Email: podcast@nobarquinho.com
Twitter: nobarquinho.com/twitter
Facebook: nobarquinho.com/facebook
Google+: nobarquinho.com/g+
Instagram: nobarquinho.com/instagram

Siga também os marujos no Twitter: @PedroAngella@thiagoibrahim e @matheusmsoares

Assine o nosso feed e receba as atualizações num leitor de RSS / aplicativo para smartphone:
http://feed.nobarquinho.com

Para assinar direto pelo iTunes:
http://itunes.apple.com/br/podcast/no-barquinho/id490144590

Você também pode escutar os podcasts através dos agregadores de podcast! Acesse:
Youtuner:  youtuner.co/channel/nobarquinho.com
Podflix: podflix.com.br/beta/nobarquinho

Para ouvir o podcast no PC clique num dos players abaixo ou faça o download do arquivo para ouvir em seu aparelho mp3/mp4 (Para fazer download clique com o botão direito do mouse em “Download” e “Salvar link como”).

Se preferir, faça o download da versão zipada AQUI.

  • Tudo junto é separado, e separado é tudo junto. Com essa grande constatação, vou baixar o novo episódio do No Barquinho. #Cultura
    Abração pessoal!
    EddieTheDrummer (PADD)

    • Agora comentando depois de ouvir. Muito bom o podcast pessoal. Pude ser muito edificado pelo conteúdo de vocês.

      Um texto que também é usado fora de contexto é 1Co 6:12. Algumas pessoas utilizam esse texto para dar desculpa por seus pecados (e ainda te chamam de legalista), utilizando como principal desculpa que “se for para evangelizar, não tem problema pecar, pois estou evangelizando”. A velha ideia de que os fins justificam os meios. Lamentável.

      Ah, e uma observação: Matheus, larga o orgulho cara. Só porque o Thiago é o saco de pancadas do podcast não significa que as vezes ele pode acertar. hahahahaha

      Abraço pessoal
      EddieTheDrummer (PADD)

    • Eduardo Gonçalves na área gnt! (Lourival Gonçalves)

      Abraço pessoal
      EddieThePandeiro (PADD) Não, pera…. kkkkkkkk

      Ótimo pod gnt 🙂

  • Lourival Gonçalves

    O Eddie tá uma Verdadeira Coca-cola .Tá em todos os Pods!kkkkkkkkkkkTá desbancando alguns….Inclusive eu.kkk

  • Fabio Kaiser Sousa

    mas o Btcast também fez um Texto sem contexto e vocês não linkaram!!! Ahhhh Seus ingratos! kkkkk #zuera #zuera! vou analisar depois eu concluo

    • Diz que é stalker mas não é first. Poser. Seja melhor.

      • Fabio Kaiser Sousa

        Vai tomar um biotônico Rapá! kkkk

  • Lourival Gonçalves

    Quem nunca criou um pretexto Dá um Grito de Júbiloooooooooooooo!kkkk

  • Vivi Ribeiro

    adoreiii, valeu a pena ouvir até o final hahahah ôhh meu Deus do céu ameii a participação mirim <3 filhinho do Alex fofuraaa quero sempre kkkk!!!

    • Thiago André Monteiro

      Pô, o filho é meu, não do Alex.

      • alexfabio

        hahaha

      • Vivi Ribeiro

        opa desculpa aêe ThiagoAndré pai do Lucas, parabéns pelo talento mirim!!!! *-*

  • Vinicius Malara

    Sobre “não julgueis”, vejam esse vídeo seríssimo 😉

    • Thiago_Ibrahim

      Noooooooooooossa! Esse deveria estar nos comentários do #NB059 sobre “Pérolas do Gospel”, héin, Vinicius…? 😉

  • Lourival Gonçalves

    Vocês sabiam que os soldados romanos tomaram a namorada de Jesus?O Nome dela é Tunica.E tomaram a Tunica de Jesus.(Jo 19.23).kkkkkkkkkkk

    • alexfabio

      parabéns! Você recebeu o Prêmio Thiago Ibrahin de comédia

      • Lourival Gonçalves

        kkkkkkkkkkk!!!!!A propósito,vc deveria gravar mais vezes

      • Thiago_Ibrahim

        Ouvi meu nome…

  • João Lucas dos Santos

    Ouvindo…
    Vamos ver se dessa vez o meu comentário aparece!

    • Thiago_Ibrahim

      Apareceu!

  • Pedro Henrique Librelato

    Gugu Libre(r)ato????? Saaacanagem hahahahahaha. Muito bom o podcast, galera (;

    • Thiago_Ibrahim

      Hahahahaha! Reclamações: @PedroAngella! Valeu, discípulo.

  • Tattinha

    Confesso que às vezes olho o tema e fico pensando se é sério ou descontraído…

    • Thiago_Ibrahim

      Fica aí a dúvida… Ouça!

  • Tattinha

    Só quero deixar um pedido após ouvir todo o programa: podcast sobre o papel da mulher na igreja já!

    • alexfabio

      Olha ai TAM…

  • riba_n

    Podcast dentro do contexto. Thiago dando uma de Jirad boy saindo do contexto com os tiros nas canelas mas vamos la 🙂 As vezes me sinto assim também Thiago, mas tenho que reconhecer que não dá pra sair dando tiro nas canelas dos outros.

    Pra quem ouviu já, logo nos melhores supermercados do ramo, Promessitos: https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10202835996473723&set=a.1750112745381.2097294.1015714217&type=1&theater

    • Thiago_Ibrahim

      Tolerância zero para falsos profetas, mano. Só isso! 😉

      • riba_n

        Com Palavra e inteligência sem dúvida.

        • Thiago_Ibrahim

          Hahahahaha! Sei. Tipo Bonhoeffer, né, mano?! 😛

          • riba_n

            Isso! Tipo Wang Zhiming e Martin Luther King que estão lado a lado com Bonhoeffer no monumento em homenagem aos mártires do século XX, por terem pego em armas e acabado com os falsos profetas na bala né. ¬¬

  • Grandíssimo episódio, pessoal. Vlw pelo que aprendi. =)

  • Yane

    Caras, excelente episódio. Gosto muito dessas análises dos textos fora de contexto. Exegese e Hermenêutica são extremamente necessários a cada cristão =) Primeira vez que ouvi foi lá no btcast, 2 episódios [Textos fora de contexto e Mais textos fora de contexto], muito bons! Com esse episódio introduzi uma amiga, a Soraia, ao No Barquinho e ao mundo da teologia. Ela amou o episódio e ta doidinha pra ouvir todos os episódios. Vai pegar comigo, que tenho aqui guardadinhos =) to feliz da vida, uma amiga pra ouvir e discutir o assunto comigo!

    Adorei a piadinha do Thiago para a “Casa do Tesouro” de Malaquias 3.10 kkkkkkkkk vou usar fácil!

    E saber que da Sthefanie Absoluta foi óóótemo! kkkkkkk

    Ah! Se possível, mandem um beijo do Matheus pra ela! auhuahuhauhahua

    Xerão!

    • Não dá corda pro @Thiago_Ibrahim:disqus, por favor…

      • Yane

        kkkkkkkkkk deixa o bichinho… uhauhauhauhuahhua

  • Henrique Ribeiro

    Em certo momento, o Thiago e o Matheus discutem se o ladrão, “que veio para matar, roubar e destruir”, citado na Bíblia, seria o diabo ou uma antítese do Bom Pastor. Que tal um podcast sobre os simbolismos da Bíblia? Ou mais especificamente, os simbolismos ao redor de Deus? Exemplo: a Biblia compara Deus ao sol (Salmo 84:11), a uma árvore (Provérbios 3:18) etc. Salmo 19 afirma que os céus proclamam a Glória de Deus. Proclamam como? Sei lá. Se vira, bróder, o podcast é de vocês, rss. p.s.: Parabéns.

    • Será que esse tema dá um podcast? Vamos incluir na lista de ideias. Valeu!

  • Helbert William

    CARA achei rápido foi bom de mais!!! queria que tivesse demorado mais um pouquinho!

  • Vinicius Sirvinskas Ferreira

    Heresia! Hehehe… O tema era julgamento… Minuto 38:30: texto fora do contexto…
    TAM: “Se vc sabe de algum problema com alguém a orientação bíblica é…” Ele continua e demonstra que o texto a que ele se refere é esse: “Se o seu irmão pecar contra você, vá e, a sós com ele, mostre-lhe o erro. Se ele o ouvir, você ganhou seu irmão. (Mateus 18:15 NVI).
    Pesquisei em 3 versões e todas incluem o “pecar contra você”. Como muito bem dito durante o episódio devemos em primeiro lugar interpretar o texto na nossa própria língua, logo fica claro que o pecado cometido deve ser diretamente relacionado a nós para que se siga tal orientação. A argumentação do TAM pode dar entender que temos o direito de julgar qualquer pecado dos irmãos na igreja e ainda levar para o pastor e toda a comunidade. Será? E se temos não é esse o texto que comprova isso.
    O tema é muito delicado, interpretação parece simples mas não é. Eu sempre achei que o texto que o Thiago citou sobre coisas que ainda não vimos falava realmente do céu… E com a explicação dele vi que não era…
    Abs. Esse foi + um ótimo Pod!
    Ass: Vinicius, um dos primitivos… Rs.

    • Thiago André Monteiro

      Olá Vinicius,

      muito legal o seu comentário e é bem nítido que você não quer gerar calor, mas luz. Então vamos lá (vai longe isso):

      1. Quanto ao texto em Mateus 18.15, você disse que pesquisou “em 3 versões e todas incluem o ‘pecar contra você'”. Muito bom que você foi atrás de outras versões antes de começar a construir sua teologia. Parabéns (fica a dica para os demais discípulos), mas, apesar da sua conclusão, ela ainda não foi 100% correta. Veja na imagem anexa o que diz, por exemplo, o livro “Variantes textuais do Novo Testamento”, de Roger L. Omanson. A mesma informação, menos detalhada, você encontra na maioria das bíblias de estudo.

      2. Quando mencionei essa questão da disciplina bíblica, foi de maneira beeeem geral. Acho que falei (não me lembro) que esse assunto, para ser discutido com propriedade, merecia um podcast só dele; de modo que o que apresentei neste podcast é um resumo das conclusões a que chegamos ao analisar vários textos a respeito da disciplina bíblica; como Levítico 19.16; Salmo 15.1-3; 19.7-11; Provérbios 6.23; 11.14; 15.22; 16.28; 17.9; 20.19; Mateus 7.1-5; 18.15-17; Lucas 17.3-4; João 13.35; Romanos 14.1-19; 15.1-2, 14; 1 Coríntios 5.11-13; 11.31; 12.25-27; 2 Coríntios 2.6-8; Gálatas 6.1-5; Efésios 4.29; Colossenses 3.1-9; 4.6; 1 Tessalonicenses 5.14-15; 2 Tessalonicenses 3.6, 14-15; 1 Timóteo 5.19-21; 2 Timóteo 2.24-26; 3.16-17; Tito 3.10-11; Hebreus 10.23-25; 12.11; Tiago 4.11-12; 5.16; 1 Pedro 4.8; Apocalipse 2.4-5.

      Tem mais um monte de textos, mas acho que já está mais do que bom. A dica que dou (por favor, hein?) é considerar cada um desses textos no seu devido contexto antes de tentar juntar tudo e formar uma grande salada mista. Faça uma boa teologia sistemática, e não uma ruim =)

      3. Você disse que “a argumentação do TAM pode dar entender que temos o direito de julgar qualquer pecado dos irmãos na igreja e ainda levar para o pastor e toda a comunidade. Será?”. A minha resposta é um grande SIM (tomando o cuidado de só levar para pastor ou igreja se a pessoa não se remendar). Eu só trocaria na sua frase o “temos o direito” por “temos o dever”. Veja que não estou dizendo que devemos ser aqueles que só ficam fuçando a vida dos outros, enchendo o saco de todo mundo (tem uns textos contra isso aí acima), mas que, se primeiro tirarmos a nossa trave do olho (Mateus 7) — e isso dá um mega trabalho que nunca tem fim —, é nossa responsabilidade cuidar do corpo do qual fazemos parte (a igreja) para que ele se mantenha saudável. Eu adoraria que alguém viesse falar comigo, em amor e com coração que busca minha restauração, todas as vezes que eu peco e não percebo, você não? Infelizmente, as pessoas têm receio de fazer isso.

      4. Lembre-se, o objetivo é sempre restauração e nunca condenação. Eu não quero ser o perfeito, mas quero que o meu irmão esteja sempre crescendo em busca da semelhança de Cristo (e quero que ele deseje o mesmo por mim). Se ele perder este foco, é meu DEVER lembrá-lo disso e instar para que ele retome o caminho. Afinal, como eu sempre gosto de dizer, exortação é um dos Dons Espirituais, não é? Então, se alguém tem este dom e não o exerce buscando a edificação do corpo, está em pecado, não é mesmo?
      “Portanto, aquele que sabe que deve fazer o bem e não o faz, nisso está pecando.” (Tiago 4.17)

      Ufa. Acho que já deu. Desculpem aí pelo tamanho do comentário, mas gostei tanto das palavras do Vinicius e da maneira que ele apresentou, que me empolguei.

      Se quiserem falar mais a respeito, escrevam aí embaixo ou me procurem no Twitter, @baudecronicas, que seguimos por lá.

      Abração.

      • Vinicius Sirvinskas Ferreira

        Olá TAM,

        Fico feliz em saber que vc curtiu o comentário. Sua resposta só me incentivou a pesquisar mais, resolvi abrir quase todas as bíblias aqui de casa.

        Essa questão só nos mostra como interpretação bíblica pode ser delicada e muitas vezes ir além do texto que temos em nossas mãos. Então, vamos lá tb:

        R1 – Essa informação realmente se encontra em Bíblias de estudo, inclusive na minha NVI, qual informa que em alguns manuscritos esse termo não existe; alguns! Já na ARA, que não é de estudo, a expressão está entre colchetes como vc disse. Porém, na ARC de estudo o comentário é semelhante a minha interpretação: “Essas são as diretrizes de Jesus para lidarmos com aqueles que pecam contra nós. Elas dizem respeito: (1) aos cristãos, não aos incrédulos; (2) aos pecados cometidos contra você, e não contra outras pessoas; (3) à resolução de conflitos no contexto da igreja, e não à comunidade em geral.”
        Não satisfeito fui abrir mais uma bíblia, a minha primeira – quase uma caixinha de promessas – a Edição Pastoral (essa é uma versão Católica, o que já fui). Para minha surpresa essa foi a única que excluiu inteiramente o termo do texto bíblico, e mais, sua nota informa que a comunidade tem o poder de incluir e excluir pessoas do seu meio. É ai que mora o perigo das extrapolações da interpretação. A seguir o texto fala que tudo que ligares na terra será ligado no céu e tudo que desligares na terra será desligado no céu (Confesso que não entendo bem essa passagem, alguém explica?), assim a Igreja Católica considera que quem não faz parte dela não será salvo, incluindo o seus excomungados.

        A que conclusão chequei? Como o termo foi mantido em quase todas as versões (tb está na KJV) apesar das ressalvas e somente uma não o inclui, considero que para os tradutores esse termo faz parte do texto bíblico e assim me leva novamente a interpretação já citada.

        R2 – De maneira geral concordo com você sobre a disciplina bíblica, mas como o tema principal era a interpretação bíblica quis me utilizar desse texto especifico para tentar mostrar a delicadeza do tema. Se para os mais letrados como vcs é complicado, imagina para nós mortais (Hehe). Eu realmente creio que esse texto fala de forma específica sobre o pecado direto contra um indivíduo.

        R3 – Sim, eu tb gostaria que alguém viesse falar comigo buscando minha restauração. Mas como vc disse as pessoas tem receio, pois não tem intimidade com os irmãos, não tem comunhão, para usar um termo mais evangélico. Como eu gostaria de encontrar nas igrejas realidades voltadas para o discipulado, como eu senti falta nos meus primeiros anos de conversão e ainda sinto… Ta aí um tema que gosto muito! Vale um podcast, vale???

        R4 – Quando um no corpo sofre, todo o corpo sofre e quando um se alegra todo corpo se alegra! Sempre deveríamos buscar a restauração mútua, concordo plenamente com vc.
        Olha, exortação é um dom espiritual sim, mas quase disse que não é pois confundi com os frutos do Espírito… Heheheheh.

        Tb me empolguei, e como é bom estudar a bíblia com empolgação! Valeu No Barquinho e valeu TAM por esse despertar.

        Abs.

        • Thiago André Monteiro

          Oi Vinicius,

          legal ver que você ficou correndo atrás de mais informações. Sua resposta me deu mais algumas ideias.

          1. Concordamos quanto a (1) aos cristãos, não aos incrédulos e (3) à resolução de conflitos no contexto da igreja, e não à comunidade em geral.

          Quanto ao número 2, em partes. Se a igreja fosse bem discipulada, concordaria também. Vou contar um “causo” verídico que ajuda a ilustrar. Uma vez, uma pessoa veio me procurar toda irritada e ofendida pedindo que eu “conversasse com alguém que pecou no grupo de jovens da igreja”. Minha resposta foi: (a) você viu? (b) você foi envolvido? Então é você que tem que ir atrás da pessoa. E ensinei toda essa coisa de disciplina bíblica.

          A pessoa gastou alguns dias em oração e resolvendo todas as “pendências” que tinha em aberto com Deus (tirar primeiro a trave do olho) e depois procurou a pessoa que tinha pecado. Esta pessoa argumentou que fez aquilo por causa de um terceiro, então a pessoa que aconselhei ensinou tudo isso de disciplina para esta outra pessoa. Ela fez a mesma coisa e foi atrás do terceiro. E assim foi…

          Enfim, no fim das contas quase todos os jovens estavam envolvidos, e depois de muitos dias, a situação estava resolvida. Em amor, com todos tendo santificado suas próprias vidas para poder tratar dos pecados alheios e todos mais parecidos com Cristo.

          E eu nem me envolvi! Só gastei tempo ensinando sobre disciplina e ouvindo feliz, depois, tudo o que tinha acontecido com o grupo de jovens (acho que nem fiquei sabendo qual era o problema inicial).

          2. Outra coisa que fiquei pensando hoje. Será que “pecar contra mim”, dado que eu faço parte de um corpo chamado igreja, não significa que quando alguém peca contra a igreja, também peca contra mim; e, portanto, o texto em Mateus me autoriza a tratar deste caso também? Não sei, só deixei a ideia para pensarmos juntos.

          3. Quanto à passagem do “ligado/desligado na terra” implicar em “ligado/desligado no céu”, é mesmo complicado. Mas me lembrei dos meus tempos de Grego I e achei duas páginas que falam de maneira sensacional sobre isso. Desde então esta tem sido a minha posição. Veja as imagens anexas.

          4. Agora, quanto a “Se para os mais letrados como vcs é complicado, imagina para nós mortais”, só tenho uma coisa a dizer: TOME TENTO, MEU MENINO! (leia com sotaque nordestino, que é mais legal).

          Eu só gastei mais tempo lendo sobre o assunto e ouvindo pessoas mais sábias; e gosto de ajudar as pessoas com o que aprendi, mas isso não quer dizer absolutamente nada. Quando eu precisar de alguma coisa que você manja mais do que eu, simplesmente me ajude que o “letrado” será você e o “mero mortal” serei eu.

          Chega.

          • Vinicius Sirvinskas Ferreira

            Ô TAM, não se avexe não, foi só uma provocação.

            No seu exemplo concordo que vc instruiu dentro dos princípios bíblicos, tanto que vc nem ficou sabendo do problema. Seu dom pode ter sido mais de ensino que exortação. Gosto como vc usou a palavra envolvimento, mas ainda fico receoso com o “vc viu”. No fim das contas estamos quase concordando com tudo… Vc tratou de forma que os envolvidos primeiramente tentassem se resolver, se não fosse o caso aí sim levariam a mais pessoas na igreja, como diz o texto.

            Pecar contra o corpo é pecar contra mim sim, que faço parte dele, mas de forma mais generalizada, sem tantas consequências individuais. O texto é específico para uma resolução de conflitos pontual por isso não creio que ele nos autorize a tratar desses casos. O que não quer dizer que esses casos não devam ser tratados, porém baseados em outros textos.

            Obrigado pela ajuda com o texto que tenho dúvidas, ainda não li, estou terminando de responder a seu comentário, mas assim que acabar lerei!

            E, com sotaque nordestino é muito mais legal! Quase li todo o seu comentário assim… E se vc quiser puxar uns sssssss por aí, fica a vontade.

            • Thiago André Monteiro

              Só para esclarecer, não sou nordestino. Moro em São Paulo, mas é só passar o pedágio da Rodovia dos Bandeirantes que meu sotaque de jundiaiense volta na hora.
              Só quis homenagear um grande amigo que sempre me falava essa frase com sotaque nordestino.

              • Vinicius Sirvinskas Ferreira

                Achei que fosse… Mas é verdade, no podcast seu sotaque passa longe do nordeste.
                Eu li, mas ainda não me esclareceu por completo.
                E eu sou carioca… Igual Thiago.

    • Thiago André Monteiro

      Para ajudar mais, indico o pequeno livro “Disciplina na igreja”, de Russell P. Shedd, da Vida Nova.

  • Guest

    Heresia! Hehehe… O tema era julgamento… Minuto 38:30: texto fora do contexto…
    TAM: “Se vc sabe de algum problema com alguém a orientação bíblica é…” Ele continua e demonstra que o texto a que ele se refere é esse: “Se o seu irmão pecar contra você, vá e, a sós com ele, mostre-lhe o erro. Se ele o ouvir, você ganhou seu irmão. (Mateus 18:15 NVI).
    Pesquisei em 3 versões e todas incluem o “pecar contra você”. Como muito bem dito durante o episódio devemos em primeiro lugar interpretar o texto na nossa própria língua, logo fica claro que o pecado cometido deve ser diretamente relacionado a nós para que se siga tal orientação. A argumentação do TAM pode dar entender que temos o direito de julgar qualquer pecado dos irmãos na igreja e ainda levar para o pastor e toda a comunidade. Será? E se temos não é esse o texto que comprova isso.
    O tema é muito delicado, interpretação parece simples mas não é. Eu sempre achei que o texto que o Thiago citou sobre coisas que ainda não vimos falava realmente do céu… E com a explicação dele vi que não era…
    Abs. Esse foi + um ótimo Pod!
    Ass: Vinicius, um dos primitivos… Rs.

  • Olá amigos, tudo bom?

    Ótimo episódio, gostei mesmo! Confesso que no começo achei que demorou um pouco pra conversa engrenar… Mas depois que pegou o ritmo, foi excelente!

    Ótimas explicações sobre estas passagens, ótimo episódio mesmo!

    Valeu, abraços!

  • Mais uma vez um ótimo episódio! Estou virando fã do TAM! Ele sempre abre a boca para falar algo relevante!

    Quanto aos textos fora de contexto, acho que um problema sério é o fato de que a partir deles se constróem doutrinas fora de contexto e estimula-se ao exercício de uma espirtualidade fora de contexto, como tratado no fantástico episódio sobre Satanás.

    Um grande abraço pessoal!

    Do cabra, Ivandro Menezes

    • Thiago André Monteiro

      Legal galera do OsCabraCast,

      bom saber que estão gostando. Agora completa o kit do “estou virando fã” me seguindo no Twitter (@baudecronicas), Facebook (facebook.com/baudecronicas), seguindo o Facebook da EBR (facebook.com/editorabatistaregular), comentando no blog (baudecronicas.com) e me convidando para pregar na sua igreja =)

      Abração.

  • Luciana Santos

    Na minha humilde opinião, Pedro viajou qdo citou aquele versiculo do “nem olhos viram, nem ouvidos ouviram…” – não achei o contraponto convincente.
    Uma pérola que talvez se encaixe no que ele tentou dizer seja o famosíssimo versículo “A glória da segunda casa será maior que a primeira.” As pessoas imaginam milhões de coisas como sendo essa “Segunda casa”.
    Enfim, fica a dica.
    Abraços!

    • Thiago_Ibrahim

      Luciana, quem citou o “Nem olhos viram…” fui eu. Você entende esse versículo como falando do céu?

  • Luciano Valério

    Eu curti demais esse podcast galera!
    Sem dúvida um dos que mais me fizeram pensar e pensar e pensar… e pra melhorar ainda vejo uma troca de ideias entre o TAM e o Sirvinskas que me abriu os olhos pra algumas coisas!

    PS: inevitável não sentir vergonha por já ter usado uma das passagens citadas fora de contexto…mas foi por ignorância (falta de conhecimento)…rs!

  • Ricardo Soares

    oi 🙂