#NB58 – Dossiê: Noé

No Barquinho março 30, 2014 52

Fala, discípulo!

PedroThiago e Matheus, diretamente do Mar da Galileia, se reúnem mais uma vez No Barquinho para destrinchar a vida de Noé e (quase) tudo o que envolve a história (ou mito?) do dilúvio! Para isso, contamos com a presença do Thiago Monteiro TAM (À Deriva), Marcelo Mathias (Irmaos.com) e Cacau Marques (Juntos em 1).

Saiba quem foi contemporâneo do dilúvio, porque Noé não quis ter mais filhos, como os gigantes teriam sobrevivido ao dilúvio e muito mais!

Duração: 01h47min

Vitrine por Daniel Sas. Acesse o portfolio do nosso vitrinista!

EXPRESS HANGOUT – NOÉ
Fique atento, discípulo!
No dia 09/04, quarta-feira, às 21h, estaremos no GooglePlus fazendo nosso Express Hangout sobre o filme Noé, que estreia nos cinemas brasileiros no dia 03/04!
Quer participar conosco? Então confirme sua presença no nosso Express Hangout, adicione-nos na comunidade do GooglePlus, e esteja a postos! 😉

Link comentado no podcast:
No Barquinho #44 – Dossiê: Jonas, o Arregão

Links comentados nas epístolas:
Arroz de Festa:
–  Pedro, Matheus e TAM no Irmaos.com #241 – Privacidade
– Matheus no GraçaCast #37 – Direita ou Esquerda
– Thiago no Alerta Crucial #13 – Santa Ceia
– Entrada (ui!) do Pedro no BTCast #69 – Teologia do Sexo (18+)

POD PESQUISA
Contribua com os Podcasts brasileiros dizendo suas preferências, para que todos possam conhecer a cara do ouvinte brasileiro. A pesquisa é anônima, e leva menos de 10 minutos para ser preenchida! RESPONDA AQUI!

Você também pode participar dessa discussão! É só entrar em contato com a gente!

Email: podcast@nobarquinho.com
Twitter: nobarquinho.com/twitter
Facebook: nobarquinho.com/facebook
Google+: nobarquinho.com/g+
Instagram: nobarquinho.com/instagram

Siga também os marujos no Twitter: @PedroAngella@thiagoibrahim e @matheusmsoares

Assine o nosso feed e receba as atualizações num leitor de RSS / aplicativo para smartphone:
http://feed.nobarquinho.com

Para assinar direto pelo iTunes:
http://itunes.apple.com/br/podcast/no-barquinho/id490144590

Você também pode escutar os podcasts através dos agregadores de podcast! Acesse:
Youtuner:  youtuner.co/channel/nobarquinho.com
Podflix: podflix.com.br/beta/nobarquinho

Para ouvir o podcast no PC clique num dos players abaixo ou faça o download do arquivo para ouvir em seu aparelho mp3/mp4 (Para fazer download clique com o botão direito do mouse em “Download” e “Salvar link como”).

Se preferir, faça o download da versão zipada AQUI.

  • Caiobrant

    O maior no Barquinho de todos os tempos?! É ou noé?

    • Chico Gabriel

      Será que é por causa da metalinguagem???

  • Gabriel Tuller

    Quase o discípulo desocupado.. baixando pra ouvir.. =)

    • Thiago_Ibrahim

      Vai pra igreja, discípulo!

      • Gabriel Tuller

        Já estou indo! =P

  • Luciana Santos

    Aff, nem no domingo eu to desocupada!! HAHAHHAHAHA É OU NOÉ!??!?!

  • Ricardo Soares

    opa finalmente! Tava com saudades ja 🙂

  • Tattinha

    Era melhor ter esperado pelo filme e fazia uma coisa só…

    • Tattinha, vamos fazer o hangout do Express dia 9/9 exclusivamente sobre o filme, são discussões bem distintas!

    • Chico Gabriel

      Esse pod foi para o pessoal ir preparado assistir o filme, Tatinha

  • Felipe Fraga

    Pensei o Bell Forges iria participar do podcast, pensei que era o panda, mas deixa eu parar de falar e ouvir o programa.

  • Ivandro Menezes

    Que pena que não fui o desocupado! Baixando aqui em terras sertanejas!

  • Chico Gabriel

    Pergunta = >

    Se a idade de Noé foi calculada pelo calendário lunar e não viveu seus 900 anos, como eu saberei que essa medida também não foi usada para calcular o tempo que eles ficaram na arca, então ao invés de 1 anos eles teriam ficado apenas 3 ou 4 meses???

    • Thiago André Monteiro

      Ou ainda, quanto tempo Noé demorou para construir a arca? Porque se foram esses “anos” lunares, ele bateu um grande recorde de velocidade.

      • Chico Gabriel

        Segundo o filme ele demorou 10 anos para construir a arca, TAM… Então eu posso presumir que foi em anos lunares mesmo!!! hahahaha

    • Názaro de Brito

      Chico, acerta a concordância desse “1 anos aí” pq tá pegando mal… esse é um podcast cristão. Obrigado.

      • hahahahaha… tem um “S” a mais e um “O” no lugar de “U”… Ou seja, você que tem mente poluida!!! hahahaha

  • Felipe Fraga

    O programa ficou bem supimpa, conseguiram comentar sobre todas os assuntos “mamilícos” ( expressão remotamente usada para se referir há algo polêmico, na Antiga Internet), escuto a leitura de e-mail antes do que o resto do programa, então escutei, sendo assim, só entendi a piada da “madeira que se preste” na segunda vez que ouvi, as “naufragadas” ou extras. Sempre é legal um programa que tem o Marcelo, O Cacau e o TAM, tem a MESMA voz será que só eu percebi tal coisa? Não consigo ler sobre os anjos, sem pensar no livros do Eduardo Spohr (inclua aqui uma forma de riso à sua escolha), sou um liberal assumido ( Ai Santa) diferente do Cacau, hehe. Concordo com cristãos forçando a barra com a ciência irrita um pouco, sempre é legal teorizar sobre os pontos comentados. Até a próxima, pelo o Barquinho não vai naufragar com uma tempestade.
    Ps: A piada do “Nóe” perdeu a graça com o Se Liga Crente.

  • Wow! Minha cabeça explodiu com a interpretação do TAM sobre os 120 anos! Realmente, pelas palavras contidas, faz muito sentido. Quase fiquei com aquele sentimento “minha vida foi uma mentira”. Só não fiquei porque a única vez que tive esse sentimento por completo foi quando conheci e aceitei a Cristo. Minha vida antes era realmente uma mentira (Ele é a verdade, sacaram?).

    Curti muito o episódio e aprendi muito. Gostei muito dos comentários e explicações. Quero ver se dou uma pesquisada sobre a questão das idades, pra entender melhor esse esquema de que as idades tinham relação de tempo diferente.

    Sobre a questão dos peixes, eu gosto de pensar que de alguma forma sobreviveram, para simplificar todo o esquema. Mas se usarmos Gênesis 7:21-23, ele diz que apenas sobraram quem estava na arca. Porém, no mesmo trecho diz que só foram exterminados seres vivos “terrestres” ou que tinham o fôlego de vida nas narinas. Vale guelras também? É um assunto deveras complicado. hehehe

    No mais, continuem com o ótimo trabalho!
    Abraço!
    EddieTheDrummer (PADD)

    • Thiago André Monteiro

      Legal seu comentário Eddie. E só para deixar claro, eu não acredito nessa de contagem de tempo diferente para justificar vidas tão longas. É forçar a amizade tentar fugir do texto desse jeito. As vidas eram longas e pronto.

      • Aham, está claro, mas é no mínimo interessante. 🙂
        Interessante que se olharmos para a Bíblia, com o passar do tempo já se observa a diminuição das idades.

    • Chico Gabriel

      Esse negócio dos 120 anos eu sempre soube como sendo o tempo que Noé demorou na construção da arca, fui ver essa versão de tempo de vida só aqui no podcast. Se já ouvi antes, simplesmente minha mente ignorou… hahahaha

      • Pois é, eu pensava na teoria que era sobre a idade do homem mesmo. Não poderia ser o tempo de construção da arca porque, fazendo a conta com as idades de Noé, a construção daria menos de 100 anos. Explico a matemática: se aos 500 anos (Gn 5:32) Noé já havia gerado seus 3 filhos, e quando Deus veio até ele, Noé já tinha seus 3 filhos, e quando ele saiu da arca ele tinha 601 anos (Gn 8:13), a arca tem que ter sido construída em menos tempo que esse intervalo. Claro que é complicado se basear nesses números, já que a o texto diz que aos 500 anos ele já havia gerado seus 3 filhos. Mesmo assim, não parece ser um “arredondamento”, visto que os versículos anteriores relatam idades exatas sobre a geração do último (várias vezes único) filho…
        Por isso que eu nunca analisei a questão dos 120 anos como o tempo que restava pra humanidade. Se usarmos essa interpretação, provavelmente Deus deu 100 anos pra Noé deixar tudo pronto (ou menos) pra enxurrada. Isso significa que Deus “demorou” um pouco pra falar com Noé, até ele ter seus 3 filhos (propósito de Deus).

  • Fernanda R. Fernandes Piper

    Gostei muito do dossiê! Interessante pensar na quantidade de informação que as vezes passam de forma despercebidas durante nossa leitura bíblica! ADOREI saber sobre os 120 anos que não era a limitação da vida humana e sim, um período para que se arrependessem! Assim como o Eduardo Silveira, minha cabeça também “explodiu” com essa “revelação”! Realmente muita coisa sobre a qual meditar! Conforme ouço os dossiês, penso no quanto somos simplistas durante a nossa leitura bíblica, fazemos uma leitura corrida sem pensar muito no quanto as pessoas envolvidas sofreram, esquecemos que elas são “gente como a gente” e que a vida delas não se resumiu a apenas alguns parágrafos, mas que, como foi dito no episódio, o que consta ali é apenas uma descrição rápida do evento mais importante de suas vidas… fiquei pensando depois de ouvir o #NB58: será que quando minha vida acabar Deus teria algo relevante a falar a meu respeito que valeria a pena ser mencionado em 1 parágrafo? Eu sinceramente espero que sim!

    P.S.: Mandei um e-mail para PODCAST@nobarquinho.com falando que terminei minha maratona, e fiz alguns questionamentos por lá… será que vocês receberam?

  • Názaro de Brito

    Os dinossauros existiram e foram extintos quando lúcifer caiu do céu e foi jogado na terra causando uma grande devastação; foi aí que Deus pegou dois seres humanos e os colocou numa reserva ambiental pra eles tomarem conta, mas aí veio o demônio e deu a maçã pra Eva. Depois de pecar Eva e Adão, nessa ordem, geraram filhos e filhas, tudo numa localidade; quando Deus ficou cansado das sacanagens deles inundou a única área do planeta que existia seres humanos. Eis o dilúvio. O elefante, a capivara e a onça pintada vieram através de um furacão pro Brasil, tem uma árvore em Pernambuco que prova isso.

    • Chico Gabriel

      Compartilho de suas “teorias”, Nazaro!!!

  • Vinicius Sirvinskas Ferreira

    Faltou a discussão sobre sermos ou não vegetarianos antes do dilúvio… e NoBarquinho nos Os Comentadores! Legal!

    • Felipe Fraga

      Isso foi um pedido, ou eles foram nos comentadores?

      • Vinicius Sirvinskas Ferreira

        Eles foram citados… recomendados…

        • Pedro Angella

          Gostamos muito do podcast mesmo! Na próxima, recomendaremos! 😉

          • Felipe Fraga

            Procurei lá e não achei, lembro que foram citados pelo Thiago Miro, o “Papa Pop” mas não exatamente no Podcast os comentadores.

            • Pedro Angella

              A citação do Thiago Miro foi neste post sobre os 15 podcasts mais épicos, na opinião dele: http://mundopodcast.com.br/especiais/15-episodios-epicos-ja-ouvi/
              Sobre as indicações no “Os Comentadores”, foram só audíveis, nada escrito (ainda!).

            • Vinicius Sirvinskas Ferreira

              Os Comentadores, episodio Respondendo aos Ouvintes, só áudio.

              • Felipe Fraga

                Beleza Pedro, o post já tinha visto, depois ouço então esse episódio Vinicius.

    • Pedro Angella

      ACHO que caiu na edição… Mas tinha sido só uma pincelada… ¯_(ツ)_/¯

      • Vinicius Sirvinskas Ferreira

        Entendi…

  • Caio Brant

    Desocupado voltando pra comentar!
    Legal ouvir esse dossiê. Várias coisas desconstruídas… Até fiquei querendo poder ter acesso a várias histórias “como se fosse a primeira vez”, pra não carregar vários mitos como fatos. Essa questão dos tempos é intrigante, os gigantes também, os ~filhos de Deus~… Mas acreditar no poder de Deus para fazer tudo isso nos deixa maravilhados com essa história. O temor e a fé de Noé são inspiradores, e o resultado disso é ainda mais, pois é a ação grandiosa de Deus.
    (deixei passar várias coisas que queria comentar! geralmente é por isso que não comento… Foi mal aê! hehe)

    • Felipe Fraga

      Sem problemas Caio, alguém deve complementar o que você esqueceu, para isso que estamos aqui hehe.

  • Apenas uma curiosidade, sobre matusalém; A palavra Matusalém tem etmologia no antigo hebraico, sendo oriundo da expressão “Matusala”, que implica num tempo determinado para algum acontecimento. Esta máxima dentro das traduções dos rabinos eruditos (que unanimemente sugerem a mesma tradução), faz com que esta palavra traduza-se na sua forma mais perfeita através da expressão “Quando Este morrer, Isto virá” . Sendo considerável que após a morte de Matusalém houve o dilúvio.
    Então podemos crer que ele não morreu no dilúvio, mas sim que assim que ele morreu aconteceu o dilúvio.

    • Chico Gabriel

      Olha ai, isso eu nunca havia pensado!!!

  • Tattinha

    Tem algo muito, muito legal que eu li sobre “Matusalém” e me lembrei durante o pod. O nome dele significa “sua morte trará”, então, considerando que o seu pai (q provavelmente escolheu seu nome) era filho de Enoque, aquele que andava com Deus e Deus o tomou para si. Considerando que o dilúvio aconteceu no ano em Matusalém morreu e que Enoque era profeta (Judas 1.14) será que ele teve uma revelação?
    Outra coisa legal sobre o significado de nomes é a genealogia de Adão até Noé. Na ordem: Adão (homem), Sete (apontado/mostrado), Enos (mortal/fraco), Cainã (aflição/desgraça), Maalaleel (Santo Deus), Jarede (descerá), Enoque (ensino/instrução), Matusalém (sua morte trará), Lameque (sem esperança) e Noé (trazer alívio/conforto).
    Então, com alguma forçação de barra, pode se chegar na frase: (o) homem (está) apontado (para ser) mortal (e viver em) desgraça, (até que o) santo Deus descerá ensinado, sua morte trará (aos) sem esperança, (o) alívio.

  • Erlan Tostes

    Sobre o arco-íris, não necessariamente ele foi criado após o dilúvio.
    A atribuição de um significado pactual pode acontecer em elementos já existentes.

    Assim como em Josué 4, os israelitas não precisaram criar pedras para simbolizar a travessia do Mar Vermelho. Apenas utilizaram recursos que já existiam e lhes atribuíram uma simbologia.

    Este mesmo raciocínio pode ser aplicado à serpente no Eden, por exemplo.

  • Guilherme Castilho Aires

    Opa!! Primeira vez comentando!(apesar que fazer tempo que estou aqui) que Deus abençoe grandemente o NoBarquinho e seus tripulantes!

    Viajo cerca de 20h por mês e encontrei solução para o tempo perdido nas viagens neste e em muitos outros PodCasts!
    Obrigado por tudo Abraços!

    • Pedro Angella

      Vai lá no topo do site e confira a seção INDICA. Tem vários outros podcasts por lá! 😉

  • Vinicius Augusto

    Muito legal o PodCast… Parabéns!!! Queria só convidar a todos os discípulos para ouvirem o episódio que gravamos la no alertacrucial sobre o mesmo assunto, e o que os manos la do PADD gravaram sobre o mesmo assunto também. Creio que ouvindo esses três podcasts, com opiniões divergentes em alguns pontos e foco específico em outros, a compreensão da história e dos pontos de vista ficarão mais claros ainda. Parabéns pela edição e pela vitrine. Ficou Sensacional. Na minha opinião, a melhor vitrine de vocês até agora. Abraços!!!

    • Pedro Angella

      Já está na nossa pauta pra citarmos nas próximas epístolas! 😉

      • Vinicius Augusto

        Coloquem na pauta também o meu presente pq dia 15 é meu Níver kkk

  • Brunno Caetano

    O PodCast tá demais! Sempre ouço atrasado e fico com vergonha de comentar, mas dessa vez a discussão em torno de Gn 6.1-2 me fez lembrar de algumas palavras do Tio Calvin:

    “Essa invenção antiga acerca da relação dos anjos com as mulheres é refutada por seu próprio absurdo e é surpreendente que alguns homens ainda são fascinados por tais delírios tão brutos e prodigiosos. A opinião acerca da paráfrase Caldeia é frígida, a saber, que os casamentos promíscuos entre os filhos de nobres e filhas de plebeus eram condenados. Moisés, aqui, não distingue os filhos de Deus das filhas dos homens porque eles tinham natureza diferente, ou eram de origens diferentes mas porque eles foram filhos de Deus por adoção, a quem Deus separou para Ele mesmo, enquanto que o resto permaneceu na sua condição original.”

    (Comentários sobre Genesis, Volume I.)

    O dossiê ficou demais e trouxe questões bem pertinentes acerca da história bíblica de Noé. Deus vos abençoe! 😉

    Abraços!

    • Pedro Angella

      Faaala Bruno! Poxa, vergonha de comentar é osso, hein?!
      Valeu pelo comentário! 😉

  • Frederico

    Bom cast. Minha questão é a seguinte, com base especialmente na característica onisciente de Deus: qual o sentido de fazer tamanha “limpeza” se no futuro (principalmente hoje em dia) a podridão na espécie humana se repetiria e seria milhares de vezes maior?

    Abraços.

  • Pedro Henrique Librelato

    tooop (;

  • Pingback: Pelo Amor de Deus » #PADD022: A Mentira e o Cristão()