A coberta não é só minha

Lucas Teles fevereiro 7, 2014 0

Nos ótimos meses da vida de casado que tenho vivido, tenho experimentado o quanto DEUS manifesta sua graça e misericórdia para com o homem. Minha linda e compreensiva esposa tem me enchido de carinho, amor que me ajuda a me tornar um homem melhor!

Lembrei-me recentemente do meu amigo Rodrigo Bibo, do Bibotalk que confessou-nos num podcast do Irmaos.com que “agrediu” muito sua esposa nos primeiros meses de casados. Parece que a história se repete aqui por essas bandas das Gerais. Eu tenho um sono muito pesado e ainda “exijo” boa parte da cama e dos recursos disponíveis! Quando durmo, mexo-me o tempo todo, quero o maior espaço e a coberta toda pra mim! A Thays “sofre” a noite toda! Quando eu não a deixo sem a coberta, empurro-a para a beirada da cama ou dou-lhe cotoveladas. A “agressão” é diária! Hehehe! Preciso aprender que a coberta não é só minha!

Meditando nesses acontecimentos, percebi que a vida do casal é assim. As pessoas precisam entender que o casamento é renúncia de muita coisa em prol do benefício do cônjuge; mais que isso é o benefício do casal. Abrimos mão, muitas vezes, das nossas vontades, pensando no cônjuge. Isso também significa “se entregar por ela”, como fez nosso SENHOR JESUS pela Igreja! Como Cristo fez pela Igreja e a Igreja faz por Cristo, os cônjuges devem se sacrificar pelo outro.

É claro que isso tem que ser mútuo e sem “forçar a barra”. Assim, podemos agir naturalmente para o crescimento de ambos. Sair da nossa zona de conforto para satisfazer o nosso cônjuge, pode ser difícil, árduo e quase impossível, mas garanto que os resultados são ótimos.

Quando um marido se sacrifica pela esposa e quando a esposa se sacrifica pelo marido, é sinal que eles entenderam o que o Apóstolo Paulo disse para os Coríntios e Efésios. O casamento demanda que as pessoas se adaptem às outras. Essa adaptação só acontece com diálogo, respeito, amor e cooperação! Quando Cristo é o principal no casamento tudo coopera para o bem do casal!