Um brinde, mas com o melhor vinho

Alexfábio Custódio setembro 6, 2013 1

Ahoy meus caros marujos!

Ontem eu passei o dia com meu irmão e alguns amigos. Fomos pescar e colocar nossas bobagens em dia. Como eu gosto de perder tempo com esses camaradas! Esse é um exemplo de pequenos prazeres da vida.

Como é agradável poder tomar um tereré bem gelado em dias quentes, ou quando uma alma caridosa aceita coçar as suas costas, ou ainda, aquela massagem nos pés após um longo dia de trabalho.

Há alguns dias, uma pessoa me perguntou se era certo dar graças a Deus por momentos como esses. Eu respondi que sim, mas ainda dei um conselho: Claro que, se você estiver, por exemplo, reunido com amigos em uma amistosa partida de cartas, você pode estar com o coração repleto de gratidão a Deus por lhe proporcionar aquele momento, mas seria muito estranho um brado de: GRAÇAS A DEUS!!!!!! Na mesa de jogo.

Har har!

Claro que alguns de vocês podem achar um exagero, ou até mesmo pedantismo, o fato de agradecermos ao Senhor por todos os bons momentos de nossas vidas. Permitam que eu use como exemplo uma cerimônia de casamento que aconteceu em Caná da Galileia.

Vocês já devem ter ouvido essa história. Jesus foi convidado a participar das festividades desse enlace matrimonial, no entanto, por alguma razão, os estoques de vinho foram insuficientes. Isso seria o bastante para decretar o fim da festa e gerar vergonha aos anfitriões.

Vocês também devem saber que o Senhor transformou água em um vinho de excelente qualidade. Mas, vocês sabem quem não tinha a menor ideia do ocorrido? Simplesmente as pessoas que usufruíram daquela dádiva.

Somente alguns funcionários da presenciaram o milagre de Jesus. Após isso, a água transformada em vinho foi levada ao organizador da festa, que ficou maravilhado com a qualidade daquela bebida e elogiou o noivo por guardar algo tão bom para o final da comemoração.

Diferente daquelas pessoas, eu posso reconhecer algumas ações de Deus que me proporcionam bons momentos:

Se hoje eu posso chamar meu irmão de amigo, é porque Deus trabalhou em nossos corações e restaurou nossos laços fraternais.

Eu só pude vivenciar os últimos anos da vida de meu saudoso pai devido ao milagre que o Senhor operou na vida de meu velho.

Seriam tantos exemplos, mas já falei o suficiente. Agora é chegado o momento de perguntar: Será que não estamos devendo algumas palavras de gratidão a Deus?

A resposta é óbvia, não é? Mas, antes de ir agradecer, eu proponho um brinde! Graças a Deus pelo simples fato de podermos estar aqui juntos, refletindo sobre as maravilhosas obras Dele!

Tin-tin.

(Texto bíblico citado na história: João 2. 1 a 11)

  • Lucas Teles

    Muito bom!

    Sempre fico refletindo depois de ler seus textos. É engraçado pensar que somos “pidões” mas quando devemos agradecer esquecemos de quem realmente fez o milagre ou não o agradecemos como ele merece!
    Temos muito que aprender!