DEUS nem sempre abençoa o casamento

Lucas Teles agosto 28, 2013 2

Vocês acreditam que DEUS sempre abençoa um casamento? Esse é um questionamento complicado e até certo ponto polêmico, no entanto, a crença das pessoas em um DEUS “bonzinho”, como o seu único ou maior atributo, é uma das causas de tanta deturpação das Escrituras Sagradas para satisfação própria e um enorme pretexto para a “busca de felicidade” a qualquer preço.

Quando afirmo que “DEUS nem sempre abençoa o casamento” quero trazer a nossa lembrança o casamento de Davi e Bate-Seba, vejamos:

“Agora, pois, não se apartará a espada jamais da tua casa, porquanto me desprezaste, e tomaste a mulher de Urias, o heteu, para ser tua mulher.
Assim diz o Senhor: Eis que suscitarei da tua própria casa o mal sobre ti, e tomarei tuas mulheres perante os teus olhos, e as darei a teu próximo, o qual se deitará com tuas mulheres perante este sol.
Porque tu o fizeste em oculto, mas eu farei este negócio perante todo o Israel e perante o sol.
Então disse Davi a Natã: Pequei contra o Senhor. E disse Natã a Davi: Também o Senhor perdoou o teu pecado; não morrerás.
Todavia, porquanto com este feito deste lugar sobremaneira a que os inimigos do Senhor blasfemem, também o filho que te nasceu certamente morrerá.”
2 Samuel 12:10-14

Não há como imaginar um casamento abençoado nessas circunstâncias. A situação que Davi havia articulado no capítulo anterior, quando ele fez sexo com Bate-Seba e tentou encobrir matando Urias, causou-lhe sérias consequências. Davi pagou o preço por um casamento que não foi abençoado por DEUS. É claro e evidente que Bate-Seba foi a mãe de Salomão e está na genealogia de JESUS.

Só quero trazer à nossa meditação que o casamento abençoado por DEUS tem que estar dentro do Seu propósito para a vida do seu servo. É impossível prosperar (nenhuma relação com a famigerada Teologia da Prosperidade) sem fazer a vontade de DEUS. O casal deve estar em sintonia de propósitos em prol do Reino. Conheço missionários que garantem que, se não fossem suas esposas abraçarem a “causa” com eles, nunca conseguiriam desenvolver o ministério que possuem. É interessante pensar nisso à luz da criação da mulher em Gênesis, onde DEUS afirma que a mulher seria “ajudadora idônea” Gn 2:18 ACF. Ao observar essa passagem, entendo que os cônjuges se auxiliam mutuamente no desempenho do ministério, no cuidado com a família, na criação dos filhos, ou seja, em tudo que precisam para a felicidade do casal.

Por outro lado, infelizmente, vemos que famílias são destruídas e ministérios interrompidos porque as pessoas não querem aprender na Bíblia como honrar a DEUS através do seu casamento. Não somos merecedores de benção alguma, portanto não as recebemos porque fizemos ou fazemos algo de bom. No entanto, não podemos procurar problemas com as próprias mãos.

Fugir do padrão bíblico para o casamento é ter um casamento não abençoado por DEUS. Ao dizer padrão bíblico, é bíblico mesmo; isso é muito diferente do que encontramos hoje em dia. Eu acredito que DEUS é um DEUS misericordioso e Ele vê e faz coisas que sequer imaginamos, mas eu também acredito num DEUS que se revelou através da sua Palavra e nela expressou sua vontade para o homem.

  • Como sempre colocando em “xeque”, o pensamento mediocre de que Deus nos dá a sua benção porque pedimos ou merecemos e não pela Graça ou Sua vontade. Artigos abençoadores, Deus os abençoe

  • A meditação na Palavra de Deus nos traz e sempre trará bons frutos.Lucas,sua análise é correta.Em uma sociedade de permissividade hoje tudo é “normal”.Por infelicidade ,muitos que se dizem cristão,pensa totalmente o contrário de seu texto,dando assim vazão para seus desejos pecaminosos.“Cada um, porém, é tentado pelo próprio mau desejo, sendo por este arrastado e seduzido. Então esse desejo, tendo concebido, dá à luz o pecado, e o pecado, após ter se consumado, gera a morte” (Tiago 1.14,15 – NVI).
    Parabéns pelo texto.