#NB13 – Críticos que criticam a crítica da cristandade

No Barquinho maio 15, 2012 31

Fala, discípulo!

PedroThiago e Matheus, diretamente do Mar da Galileia, se reunem mais uma vez No Barquinho com o Abner e a Fraçoise para criticar os críticos que criticam a cristandade.

Partindo de um texto publicado na internet criticando o escritor cristão Max Lucado, deixamos as nossas impressões sobre o hábito de criticar. Até que ponto vale a crítica? Qual a diferença entra a boa crítica e a má crítica? Qual deve ser o propósito da crítica? Existe um modelo bíblico de crítica? Todas essas perguntas foram respondidas (ou não) em mais esse denso episódio do Podcast No Barquinho. Sente-se no convés e participe da discussão por epístola ou pelos comentários.

Os dois textos que basearam a nossa conversa:

Tempo: 87 min.

Links comentados no episódio:

Você também pode participar dessa discussão! É só entrar em contato com a gente!

Email: podcast@nobarquinho.com
Twitter: nobarquinho.com/twitter
Facebook: nobarquinho.com/facebook
Google+: nobarquinho.com/g+
Instagram: nobarquinho.com/instagram

Siga também os marujos no Twitter: @PedroAngella@thiagoibrahim e @matheusmsoares

Assine o nosso feed e receba as atualizações num leitor de RSS / aplicativo para smartphone:
http://feed.nobarquinho.com

Para assinar direto pelo iTunes:
http://itunes.apple.com/br/podcast/no-barquinho/id490144590

Você também pode escutar os podcasts através dos agregadores de podcast! Acesse:
Youtuner:  youtuner.co/channel/nobarquinho.com
Podflix: podflix.com.br/beta/nobarquinho

Também estamos presentes no portal Irmaos.com! Acesse: irmaos.com/nobarquinho

Para ouvir o podcast no PC clique num dos players abaixo ou faça o download do arquivo para ouvir em seu aparelho mp3/mp4 (Para fazer download clique com o botão direito do mouse em “Download” e “Salvar link como”).

Se preferir, faça o download da versão zipada AQUI

  • Luciene Pimentel

    Tema excelente e oportuno, esse pod vai dar o que falar, pessoal…

    • No Barquinho

      Parabéns pelo TROFÉU DISCÍPULO DESOCUPADO, Luciene!

  • Wilson

    Muito legal!! Estava esperando por esse tema! Quando eu terminar d eouvir eu comento melhor, mas segue um ótimo texto do marcos botelho que fala sobre o assunto:

    http://ultimato.com.br/sites/marcosbotelho/2010/07/22/os-urubus-gospels-da-internet/

    • Wilson

      Bom, agora que terminei de ouvir já posso criticar o podcast dos que criticam os criticos que criticam a cristandade… rsrsrs

      Acredito que a questão vai muito da motivação mesmo… muita gente critica por criticar, afinal, criticar é “gostoso”, e muitas outras criticam por raiva, ou por ibope, mas vejo poucas criticando porque querem ver mudanças ou por verdadeiro amor à Igreja de Cristo.

      Muito bom o podcast! Valeu pessoal 🙂

    • Tattinha Carneiro

      Muito bom esse texto do Marcos.
      Valia a pena linkar no post também.

  • Pessoal,

    Ouvi esse último PodCast e respeito muito a opinião de vocês, mas cuidado quando dizem que fundamentalistas são ultra-radicais e fariseus, eu sou fundamentalista bíblico e sou também um ex-pentecostal, não somos em nada como muitos nos descrevem, apenas somos contra esse evangelho diluído que muitos seguem e na igreja não somos proíbidos de nada, mas buscamos seguir todo o conselho do SENHOR e não apenas o que é interessante!
    Na vida devemos ter uma posição bíblica para tudo, senão seremos enganados por qualquer vento de doutrina, tudo que foi dito no site que vocês tentaram desacreditar tem base bíblica que é o que realmente importa e não opiniões de pessoas. Jesus Cristo veio a esse mundo para pagar o preço pelo nosso pecado, não veio para termos uma vida boa e fácil por aqui.
    Esse tema achei bem polêmico e não foi imparcial, pois só tinha pessoas da mesma opinião, seria mais justo se chamassem o rapaz que traduziu o manifesto para ter a opinião dele também!
    Se quiserem um dia conhecer melhor o que são os fundamentalistas bíblicos, visitem uma igreja e vejam como é, eu também tinha grande preconceito, mas hoje vejo o quanto eu estava errado no passado.

    Em Cristo,

    Wagner.

    • No Barquinho

      Fala, Wagner!

      A intenção desse pod não foi atacar os fundamentalistas, mas fazer uma reflexão sobre o cuidado na hora de criticar alguém. Como dissemos no episódio, temos o direito e em alguns momentos até mesmo a obrigação de criticar, mas essa crítica tem que ser feita com embasamento lógico e bíblico, o que não vimos no texto que usamos como base para a discussão.

      Também sou um “ex-pentecostal” e que hoje acredita que temos que ser fundamentalistas em nossa fé, mas não radicais em nossa religião, tal qual foi Jesus.

      Tenha a certeza de que aqui No Barquinho buscamos sempre sermos relevantes para o Reino e despertar outras pessoas, já que tudo o que falamos sobre a Bíblia vem, primeiramente, de encontro às nossas vidas. O nosso intuito é sempre estar do lado da Bíblia, que é a única que tem razão.

      Saiba que esse convés será sempre democrático.

      Abraço!

      Thiago @NoBarquinho

  • Esqueci de mencionar!
    Sobre a Bíblia, A observação mais importantes que devemos fazer ao adquirir uma bíblia é:
    * Confirmar se foi traduzida de acordo com o textus receptus e não sob o texto crítico.
    * No Brasil a versão que segue este critério é a (ACF) Almeida Corrigida e Fiel imprensa da Fé, Soc. Bíblica Trinitariana e não é Jabá, não ganho nada com isso, mas quero ter em minhas mãos a Bíblia mais próxima do real possível.

    Vejamos a seguir apenas algumas das barbaridades OMISSÕES, ADIÇÕES OU MODIFICAÇÕES das Bíblias traduzidas a partir do texto crítico na versão da Nova linguagem de hoje (BLH, NTLH)

    MATEUS
    1:25 “o primogênito” retirado

    5:22 “sem motivo” retirado

    5:27 “aos antigos” retirado

    5:32 “repudiar” trocado por “separar”

    5:32 “com a repudiada” trocado por “com ela”

    5:32 “a não ser em caso de fornicação” substituído por “a não ser em caso de adultério” para promover divórcio e novo casamento

    5:44 metade do versículo omitido

    6:4/6/8 “publicamente” retirado

    6:13 metade do versículo omitido (doxologia do Pai Nosso)

    6:27 “estatura” retirado

    • Názaro de Brito

      Não concordo com o Wagner quanto a imparcialidade acho q devem ser parciais sim; só acho q realmente faltou uma opinião contrária, por outro lado poderia se transformar num grande debate q no fim não levaria a lugar nenhum…

  • Ricardo Mitome

    Fala rapaziada, beleza? Não sei quantos ouvintes vocês tem aqui no Japão, mais um pelo menos tá garantido! Já ouvi todos os pods de vocês. Estão de parabens! Tenho que adimitir que esse ultimo me obrigou a enviar um comentário, está excelente! Pra mim foi o melhor, gerou muita reflexão. Muito obrigado, que Deus abençoe vocês grandemente. Abraços. (Um beijo niponico para o Mateus). kkkkkkkkkkkkkk

    • No Barquinho

      Oi, Ricardo!

      Sempre acompanhamos as nossas estatísticas e vemos acessos vindo daí do Japão. Ficamos muito felizes pelo seu comentário pra confirmar que temos sim ouvintes de fora do país.

      Continue comentando.

      Abraço!

      Thiago @NoBarquinho

  • gente, eu faço questão de manter distância dessas críticas e blogs de apologética, blá blá blá whiskas sachê.

    Faço questão, pq a meu ver, esses blogs são apenas abutres que ficam voando sobre carniça que já é podre. E tb não gosto de zuar esses “pastores-pilão”, “pastores-goku” e “pastores-metralhadora”, pq se eu compartilho isso no facebook e acho engraçado, eu automaticamente divulgo isso pros meus contatos, e acabo espalhando o que devia ser enterrado, divulgando prejuízo para o Reino.

    Outro motivo é: as vzs eu posso estar ridicularizando algo genuíno – claro que alguns NÃO PODEM ser genuínos (rs), mas em outros casos – exemplo, unção do riso, pessoas caindo, etc, eu acho aquilo MUITO esquisito, porém já vi pessoas confiáveis sendo abençoadas com essas “manifestações”

    Por outro lado, faço questão de mencionar essa carta aí contra o Max Lucado.. já vou dizendo que é ridícula só pelo fato das coisas que ele falou sobre o Toby Mac. MANO, quem se atreve a falar mal de alguém como o Toby Mac, que palhaçada é essa?
    Toby Mac e DC Talk fizeram MUITO MAIS pelo reino do que QUALQUER cantor crente já fez! Alcançaram MUITO MAIS perdidos do que qualquer um, levando o rock e o hip hop com mensagens cristãs ao mundo todo e alcançando os feios e sujos que nenhum pastor tinha coragem de considerar como merecedores da palavra de Deus! E sem contar que em todo show eles pregavam a palavra, diretamente – era lindo! Se tem algum crente desconhecido que eu confiaria de olhos fechados, esse cara é o Toby Mac e o antigo dc talk (recomendo!)

    Portanto, só por isso eu já fico tranquilo em dizer que essa carta-crítica é completamente besta. =)

    • É por isso que nós fundamentalistas estudamso a fundo toda a palavra de DEUS e não apenas vamos aceitando o que o mundo gospel quer nos impor.
      Pessoas querem se converter e não mudar nada em suas vidas, querem preservar os mesmos gostos de quando era do mundo, apenas mudando a letra das músicas, mas a música que você ouve diz muito sobre o que você é, ou você acha coincidencia que grupos que ouvem uma mesma música se vistam da mesma maneira e gostem das mesmas coisas…

      “A música na igreja evangélica tem sido constantemente um dos assuntos mais controversos nos últimos 50 anos.” – Confissões de Um Ministro de Louvor, Dan Lucarini

      “Música tem o poder de formar caráter…” – Música, Sua Influência Secreta Através das Eras, Cyril Scott

      “Quanto menos alguém estuda e pensa sobre música, mais acha que conhece a respeito do assunto. Quanto mais estuda e pensa sobre música, mais reconhece o quanto ainda não sabe a respeito.

      “O elemento com poder de destruir vidas, famílias e nosso relacionamento com o Senhor é o mesmo que prevalece na maior parte da Música Cristã Contemporânea.” – Música na Balança, Kurt Woetzel

      Em Cristo,

      Wagner.

  • Tattinha Carneiro

    Adorei o tema sobre os críticos que criticam a crítica… da… ih! Já me perdi! Deixa pra lá.
    Primeiro, que texto mais sem pé nem cabeça é aquele falando do Max Lucado? Ainda me surpreendo com a capacidade do ser humano de ser imbecil!
    Segundo, eu to numa fase bem crítica também, Matheus. Saí das atividade que tinha na igreja (ministério jovem, infantil e teatro) e estou esquentando o banco. O pior é que as vezes parece que to indo na igreja só pra falar falar mal do que ta errado! Até eu já to me sentindo uma chata!
    Terceiro,acho que sei de que blog apologético com nome hebraico/aramaico vocês estavam falando e quanto ao episódio citado, sempre achei que a maioria interpretou errado o que aconteceu ali. Ele (o dono/responsável pelo blog) não “ficou debaixo da asinha” ou algo assim quando encontrou o pastor. Não sei bem o que as pessoas esperavam que ele fizesse ali… Jogasse pedras? Até deixei de ir tanto no blog, mas não pelos mesmos motivos que vcs. Deixei porque comecei a notar que lá eles tinham muito o costume de dizer “olhem isso que errado, olhem aquilo que ridículo”, daí chovia comentários de pessoas que acreditavam sinceramente naquelas coisas e não entendiam o porque de estarem erradas, e apesar dos leitores sempre pedirem, eles nunca explicavam… Sei lá, não achava certo!
    E pra terminar, meu primeiro contato com a apologética foi através de de uma revista que meus pais assinavam quando eu tinha uns 10 anos que se chamava “Defesa da Fé”. Não sei se ela ainda existe, mas se existir, eu super indico!

    P.S.: Quem editou o programa dessa vez? Foi a mesma pessoa de sempre? Achei diferente…
    P.P.S.: Vcs podiam fazer um pod sobre pentencostais x tradicionais

    • No Barquinho

      Oi Tattinha! O episódio citado envolvendo o pastor e o blogueiro na verdade foi uma das razões para pararmos de acessar o blog dito apologético (leia-se dono da verdade).

      Sobre a edição, quem editou o programa dessa vez fui eu e não o Pedro. Tentei aproximar ao máximo do jeito de editar do nosso chefe… Espero que tenha gostado!

      Tá anotada aqui a sugestão de tema.

      Valeu!

      Thiago @NoBarquinho

      • Tattinha Carneiro

        rsrs Dono da verdade define bem!
        Então o Pedro é o Capitão? Não sabia…

  • Tema polêmico, Mamilos !!

  • Marcel Lima

    Achei muito relevante o podcast, foi fundamental para mim, sou de igreja pentencostal desde que nasci mas a uns 2 anos sofro muita influência de batistas e presbiterianos..quando ia a minha igreja eu deixava criticas para todos os lados..me chamavam de “chato”. até melhorei um pouco, sou ainda de igreja pentencostal, acharia relevante para vocês fazerem um pod de opnião sobre como um membro pode influênciar opniões equivocadas da sua igreja sem a “critica”. Abraços

  • Olá marujos! O podcast de vocês é um dos que eu mais gosto, sempre que surge um novo episódio em meu feed, trato de coloca-lo entre os primeiros que devo ouvir.

    Deixo também o link de um textinho que escrevi a um tempo atrás, que reflete bem minha opinião sobre o assunto tratado pelo podcast => http://porele.wordpress.com/2010/04/03/duas-lendas-brasileiras/

    Abraços!

    Carlos

  • Nossa! Complicado pra comentar hein!

    Sempre ouço o pod, mas nunca comento. Hoje me sentí impelido a comentar; afinal, sou pastor e tenho um blog mais ou menos do tipo dos blogs citados no áudio.
    Não farei jabá, mas preciso defender a classe. Meu intuito principal com o blog é sim criticar o evangelicalismo estúpido que estamos vivendo e, como disse o Mateus, precisamos agir e não apenas falar. No meu caso eu denunciono blog e procuro viver em minha congregação. É claro que os abutres digitais existem, mas não podemos colocar todos no mesmo balaio.
    Ps: Os pods estão cada vez melhores. Me mandem um banner pra eu colocar lá no blog. Terei prazer em divulgar. Paz.

  • Yoho marujos! Acompanho o podcast no barquinho há um tempo e tenho tirado bastante proveito de várias coisas que vocês tem falado por aqui… Sobre o assunto deste episódio, escrevi um texto que reflete minha opinião acerca destas questões de critica, apostasia, avivamento, etc…

    http://porele.wordpress.com/2010/04/03/duas-lendas-brasileiras/

    Abraços!

    Carlos

    • No Barquinho

      Carlos, valeu por nos acompanhar, discípulo! Li seu texto e gostei muito. Aproveitei e deixei lá meu comentário!

      Thiago @NoBarquinho

      • Valeu pelo comentário e pelo carinho manolo… Agora que eu percebi que já havia comentado!

        Postei o segundo comentário por esquecimento mesmo (tenho memória de peixinho dourado), não foi por insistência… hehehhe

        Abraços,

        Carlos

  • ocelio

    Comentando so para ganhar, um Amplexo do matheus…. estou igual ao rubens Barrichello atrazado, atrazado preciso me atualizar com os pods…….

    abração a todos….

  • Rafael Costa

    Desculpa mas vou ser sincero em meu comentário,

    Assim como há parcialidade em certos blogs, houve também nesse podcast. Como um irmão comentou acima, não há mal algum em ser fundamentalista e ser fundamentalista, nada mais é que ter fundamentos, no caso dos cristãos, os fundamentos do cristianismo. O que acho errado, é o fundamentalismo desprovido de amor ou propósito, aí a coisa muda, passa a ser extremismo cristão que é por essencia, anti cristã.
    Acho até que era isso que vocês queriam “combater” mas não sei porque, não souberam se expressar.

    Pode ter certeza que a igreja só está do jeito que está porque faltam fundamentalistas nela, hoje em dia todo mundo diz amar um Jesus que nem conhecem.

    Na minha opinião, vocês começaram o podcast com uma opinião formada, mal informada e sem base para tratar de um tema complicado.

    Saiba que sou contra o texto, não concordo com ele, apesar de achar que os livros do Lucado vendem muito simplesmente porque não dizem nada de relevante pra ningém e é isso que a “igreja” hoje em dia gosta de consumir (haja visto as referencias “gospel” da maioria dos cristãos de hoje), não credito bem ou mal a eles, simplesmente não os leio.

    Voces não conseguiram sequer distinguir sites de apologética com sites de humor e sensacionalismo gospel.

    Fiquem na paz,

    • No Barquinho

      Oi, Raphael!

      Obrigado por nos acompanhar. Ficamos muito felizes quando recebemos comentários construtivos como o seu. Respondemos ao Wagner (o discípulo que comentou antes de você) nas epístolas do podcast 14. Recomendo que você ouça.

      Nossa intenção é essa mesma: fazer com que troquemos ideias, mas sem perder o foco do verdadeiro evangelho. Concordo com você com relação ao que se tem produzido e consumido com rótulo de gospel, também somos ferrenhos críticos desse circo que virou o evangelho no Brasil.

      Ouça lá as E-pístolas do pod 14. Tenho certeza de que você vai entender o nosso ponto de vista.

      Abração, cara!

      Thiago @NoBarquinho

      • Rafael Costa

        Olá Thiago,
        Eu que agradeço, talvez eu tenha sido um pouco enfático com meu comentário mas não foi minha intenção, já debati e publiquei muitos textos apologéticos (mas não sou apologéta, apenas gosto de estudar, mas é injusto comparar Genizah (por exemplo) com apologética, Genizah nem é cristão mas um tablóide com um monte de informação inútil e tendenciosa (estão no mesmo patamar daqueles quem “criticam”).

        Mas é isso, vou ouvir o podcast 14 e comento lá!

        Abraço e fiquem na paz.
        Rafael

  • Alrizete Martins

    Eu concordo com voces tem muitos blog que só serve para difamar pessoas e jamais fala de doutrina sã! Mas o pior e que muitos dão o pé, a mão paro os outros pega no pé! Abraços

  • TEM QUE CRITICAR MESMO… agora vou baixar pra ver se ouvi ,não sei se ouvi esse podcast ,estou na duvida

  • alguns pedaços do podcast lembrava ,e legal ver os “agraciados” no começo de seu ministério de podcast ,a critica deve ser para ajudar ,mas cada um quer que oureo fique parecido consigo mesmo ,Eis a questão…

  • ja disse no post do cast de Escola Biblica ,mas é melhor deixar aqui ,esse foi ultimo podcast da maratona fora de ordem NoBarquinho ,então mereço o premio por consideração de discipulo desocupado …