Evangelho segundo o Powerpoint

Matheus Soares dezembro 15, 2011 4

Todos os dias recebo vários e-mails com as famosas apresentações do Powerpoint anexadas, desde aqueles contendo as famosas correntes até aqueles de utilidade pública. Invariavelmente eu excluo todos, vão direto para a lixeira do gmail sem dó nem piedade.

Os motivos para fazer isso são vários:

1) Tamanho: Geralmente os arquivos anexos são enormes, cheios de imagens e sons, entulhando minha caixa de e-mail e piorando o tráfego de dados na internet de um modo geral. Imagine que se você re-enviar um desses e-mails para 100 contatos da sua lista o mesmo arquivo trafegará no mínimo 100 vezes pela rede. Se cada um que receber fizer o mesmo, pronto, o estrago está feito. Aí nós ainda temos a cara de pau de reclamar de lentidão na rede.

2) Tempo: Os arquivos geralmente tem 10, 20, 30 slides, com duas frases em cada um deles, que se lêssemos num texto contínuo não levaríamos mais que 5 minutos, mas com todos os efeitos e transições do Powerpoint acabamos levando quase 20!

3) Mentiras: Posso afirmar sem nenhum medo de errar que 90% das apresentações de (in)utilidade pública são mentirosas. Já recebi de tudo, desde aquele bebezinho doente que vai receber 5 centavos da AOL a cada e-mail encaminhado até ao símbolo do demônio dentro das motos da Honda. Passando é claro pela agulha com o vírus HIV na poltrona do cinema. Não vou entrar em detalhes sobre cada caso, mas antes de repassar qualquer e-mail desse tipo dá uma pesquisadinha rápida do no Google. Você vai se surpreender.

4) Heresias: Aqui está o ponto mais crítico desses textos, muitos deles tem sua origem em doutrinas de seitas e religiões adversas ao Evangelho e muitas vezes por trás de imagens, palavras e músicas bonitas está um conceito de religião muito diferente daquele que Cristo deixou. Sabedoria humana sendo colocada no lugar da sabedoria de Deus. Conceitos budistas, espíritas e totalmente maniqueístas chegam aos montes nesses Powerpoints. Não que eu ache que tudo é descartável por não ser de um autor cristão, mas muitos deles estão cheios de princípios muito errados com relação ao Evangelho.

Vejo muitos crentes, diariamente, repassando tais coisas e até mesmo pastores utilizando essas ilustrações em suas pregações, mostrando alguns conceitos errados que a nossa obrigação seria lutar contra. Como por exemplo, os textos que exaltam a salvação e a redenção pelas obras, oriundas de pensamentos dos espíritas, as mensagens supersticiosas e ameaçadoras onde se você não repassar para 1000 pessoas você será infeliz e sofrera até coisas piores. Falsas doutrinas que invocam o nome de Jesus, o Cristo, de forma leviana e usurpadora, carregando mensagens que Ele mesmo nunca pregaria.

O evangelho dos crentes de hoje é pautado nessas mensagenzinhas esdrúxulas recebidas por e-mail, tendo uma teologia rasa e extremamente frágil, quando não são heresias. Eles também baseiam suas crenças nessas músicas horrorosas dos cantores de maior influência no mercado gospel, usando a maldita teologia da prosperidade como ponto de partida. E por fim, acabam sendo enganados por líderes e ministros, seja por ignorância ou intenção dolosa, com todo tipo de mentira em nome de Deus.

Ao invés de ficarmos lendo essas mentiras e repassarmos esses emails precisamos mesmo é voltar nossos olhos para a Palavra de Deus, que é a Verdade última capaz de nos salvar de nossos pecados e nos reconciliar com o Senhor. Infelizmente nesses tempos de internet a Bíblia está cada vez mais empoeirada num canto da nossa casa.

  • Lucas Teles

    Matheus,

    assino embaixo no seu texto!!!!!! Perfeito!!!!

    Essas correntes, mentiras, heresias e tudo mais em ppt é tenso!!!
    Nas mentiras eu acrescentaria o lance dos refrigerantes cancerígenos. Não estou defendendo que não são, mas inventar produtos químicos, falar de uma marca específica é inacreditável!!! Já aconteceu com o KUAT e a Fanta Uva!!!!

    Abração!

    • No Barquinho

      E aí Lucas!

      Valeu cara! Realmente tem essa lenda dos refrigerantes cancerígenos… E a galera vai repassando, repassando, repassando…

      Abraço,
      Matheus @NoBarquinho

  • Luciano Coelho Alves

    Excelente e muito apropriado. Radicalizei à anos com isto e simplesmente nada que tenha tal anexo e suas variantes eu deixo entrar para leitura e vai tudo pro lixo mesmo e aproveito para bloquear o “spammer” que me envia, desta forma reduzi muito e quando alguém reclama de estar bloqueado; a gente conversa.

  • Alrizete Martins

    Excelente texto Matheus! Mas podia criar no facebook a botão eu odeio! kkkkkkkkkk